Palestra Parte I – E agora, qual a extensão do meu problema? O tradutor e as ferramentas

Por Pricila Reis Franz em 07. Feb, 2013 | Tradução | 2 Comments on Palestra Parte I – E agora, qual a extensão do meu problema? O tradutor e as ferramentas

Conforme prometido (ainda que mais tarde do que o previsto), começo a postar aqui a palestra que apresentei na IV Conferência Brasileira de Tradutores do Proz.

E agora, qual a extensão do meu problema? O tradutor e as ferramentas

PARTE I:

Quais são as ferramentas utilizadas pelo tradutor?

As CATs, ou ferramentas de auxílio à tradução são inúmeras, bem como os formatos de arquivos que abrem e converte. As principais são:

memoQ

SDL Trados Studio (com suas “variações” em TagEditor, Passolo, SDLx)

Wordfast (Classic, Pro e Anywhere, que funciona na web, sem instalação)

Across

STAR Transit

Déjà Vu (DVX)

O Wordfast Anywhere e o Across são gratuitos. A maioria tem versão demo. Essas são as mais famosas. Mas nem de longe as únicas! Olhem essa pequena lista:

Screen Shot 2013-02-08 at 12.16.04 AM.png

Tem para todos os gostos: gratuitas, pagas, para Windows, Mac OS, Linux, open source, etc. A maioria eu nunca vi nem a cor! 😉

Mas a pergunta que fica é:

Quem escolhe a ferramenta? O cliente ou o tradutor?

O cliente pode mandar o arquivo com extensão que quiser, mas, na medida do possível, quem escolhe a ferramenta é o tradutor. Ele tem o direito de escolher com qual ferramenta quer trabalhar e o cliente tem o direito de escolher o formato de arquivo que deseja receber.

O engraçado é que na nossa área algumas agências chegam a exigir declaração assinada de uso exclusivo de determinada ferramenta. Vocês já viram alguém perguntar qual a marca do bisturi do médico ou que tipo de trator o agricultor usa para preparar a terra?

O meio não importa e sim o produto final. O importante é entregar o trabalho com a extensão que o cliente deseja ou conforme combinado previamente.

Mas o tradutor deve ter alguns cuidados ao fazer a tradução:

Deve conhecer muito bem a ferramenta de trabalho escolhida e o modo de conversão. 

Deve sempre conferir se a conversão não bagunçou nada, se todas as tags estão nos seus devidos lugares.

Nesse caso vocês poderiam perguntar: mas para que então traduzir em ferramentas diferentes daquelas que o cliente deseja que sejam usadas? Tem quem prefira traduzir cada arquivo na sua respectiva ferramenta, mas gostaria de apresentar as vantagens de não se fazer isso.

A vantagem da interoperabilidade entre as ferramentas é a centralização.

Você centraliza seus trabalhos em apenas uma ferramenta. Suas TMs (memórias de tradução) e glossários ficam organizados e fáceis de serem aproveitados em qualquer projeto

A centralização também gera redução no tempo de aprendizado (porque você não perde tempo aprendendo outras ferramentas e aprende de modo aprofundado a usar todos os recursos da ferramenta escolhida).

Por fim, gera redução nos custos, pois não é necessário investir na compra de várias ferramentas nem em cursos para aprender a usá-las.

A minha preferida atualmente é o memoQ, pela ampla de gama de arquivos que abre e pelos excelentes recursos que apresenta, poupando muito o tempo gasto na tradução.

 

No próximo post falo de alguns programas além das CATs que auxiliam no processo de conversão de arquivos.

Tags: , , , , ,

2 Comentários

  1. Elizabeth Gomes says:

    Ainda é possível traduzir arquivos do Trados no MemoQ? Pois as soluções que encontrei na internet não funcionaram para mim – ao passar o arquivo para o Trados, para ficar de forma que o cliente possa utilizar no programa, sempre dá erro quanto aos segmentos…

  2. Bom dia, Priscila

    Obrigada por compartilhar esse post sobre as ferramentas de tradução. Sou tradutora há 7 anos e somente agora comecei a usar CATs, estou aprendendo a utilizar o MemoQ e o Trados, mas estou tendo dificuldade para encontrar manuais em português. Você sabe onde posso conseguir alguma material de ajuda em português ou espanhol?

    Estou ansiosa para ler a 2a parte da postagem.

    Obrigada e parabéns pelo trabalho!

Comente!